abril 2018 | FH Brasil

Transformação Digital e mercado SaaS: como essas tendências atuam mutuamente


Postado em 26/04/2018 por FH
image-1
A transformação digital atinge todos os mercados, mas é ainda mais percebida no mercado SaaS, que tanto deve incorporar a transformação em seus processos, quanto tem o potencial de acelerar a transformação em diversas empresas. Entenda como a transformação digital e o mercado SaaS estão relacionados.

Se você é um leitor de tendências e tecnologia, com certeza já ouviu falar sobre  transformação digital ou já pesquisou artigos que falam sobre esse assunto.

O problema é que muitas das empresas que dizem ter se tornado digitais não fizeram o processo corretamente. A transformação digital não é sobre fazer um aplicativo ou entrar nas redes sociais.

É necessário entrar nesse meio por completo. É uma mudança estrutural da inserção da tecnologia em todas as áreas da sua empresa.

Essa realidade já foi adotada por muitas empresas SaaS, que costuma ser exemplo de negócio com facilidade para se transformar digitalmente.

Nesse modelo, a simplificação e otimização dos processos internos são processos muito mais recorrentes quando utilizamos os softwares como serviço. Baseado na web, o SaaS é mais maleável de acordo com as mudanças do comportamento do cliente.

Nesse artigo, vamos mostrar os benefícios, exemplos de empresas de sucesso e como fazer a transformação digital com esse modelo. Confira!

Um novo modelo de negócios

A transformação digital é mais do que simplesmente empregar o SaaS e esperar que as conquistas venham sem esforços.

As organizações que investem e impulsionam com sucesso a transformação digital são aquelas que são viciadas no crescimento e que estão dispostas a dedicar tempo e esforço para fazer mudanças internas.

Isso acontece porque a tecnologia não espera. Ela está sempre evoluindo e a sociedade acompanha as novas possibilidades.

Esse fator faz com que as empresas precisem começar a pensar de dentro para fora. Como colocar o cliente no centro da minha estratégia? Como melhorar a experiência dele? Qual a mudança necessária para melhorar a retenção? Como ouvir os meus clientes e devolver valor?

Essas perguntas pairam no pensamento e tiram o sono dos líderes responsáveis pela transformação digital do negócio. E elas realmente precisam ser consideradas.

As empresas que decidem migrar para esse novo modelo têm que mudar a forma com que elas operam e a interação de suas funções.

Isso é necessário principalmente no modelo SaaS, no qual a tecnologia é um ponto central e o impacto é percebido com mais força.

Benefícios do SaaS para Transformação Digital

Como você pode ver, as necessidades do cliente não são a única coisa que está mudando quase mais rápido do que o olho pode ver.

As inovações tecnológicas também estão chegando em alta velocidade e o SaaS fornece às organizações a mentalidade voltada para a nuvem. Essa mentalidade permite que os líderes de negócios criem soluções em escala junto com o time de TI e marketing.

Conheça alguns dos muitos benefícios que o SaaS traz para a transformação digital:

Estrutura de custos

Muitas organizações encontram-se numa situação em que podem suportar um custo estrutural contínuo, mas podem ter dificuldades com pagamentos iniciais enormes.

O SaaS permite às organizações a flexibilidade de pagar por tecnologia avançada com o orçamento operacional, aumentando as chances de aprovação de projetos transformadores.

Possibilidade de crescimento

A entrega de software baseada em nuvem permite que até organizações menores se tornem players.

Como o custo do armazenamento de dados continua a diminuir, o SaaS pode ser o maior democratizador nos negócios, oferecendo grandes oportunidades de crescimento para todos os tamanhos de organizações.

Mudança ágil

A flexibilidade de fazer uma mudança rápida na estratégia é algo que não é fácil com os modelos de software tradicionais e pode incluir mais de 12 a 18 meses de escopo, negociação de contrato e, finalmente, desenvolvimento.

Com o SaaS, novos recursos prontos para uso podem ser ativados rapidamente e configurados, prometendo um tempo reduzido para o ROI.

Escalável

Novamente, o SaaS fornece às organizações a capacidade de começar com orçamentos menores e escalar rapidamente.

Ela também permite que as organizações sazonais reduzam a escala durante um certo período do ano e aumentem rapidamente conforme necessário, quando os negócios se concretizarem — o que seria quase impossível de estruturar com as compilações tradicionais de software.

Além de usar funcionalidades que são possíveis de serem traçadas e mensuradas para entender quais são os melhores investimentos naquele momento.

Mercados com transformação digital baseada em SaaS

Várias empresas que conhecemos e utilizamos aproveitaram desse modelo para fazer suas transformações digitais constantemente.

Essas empresas não são só de tecnologia e você provavelmente deve conhecer algumas que vamos citar ao longo do artigo.

São vários setores estão abraçando as possibilidades que o avanço tecnológico nos forneceu para mudar a forma com que eles trabalham. Vamos conhecer alguns:

Indústrias

A indústria 4.0, que teve um investimento de R$8,6 bilhões no Fórum Econômico Mundial para incentivar a modernização das fábricas, está começando a ser inserida no Brasil.

Empresas como a Uber, Cabify e 99 trouxeram um novo conceito de mobilidade que afetou várias cadeias.

Identificando essa oportunidade, várias empresas de fabricação de carro começaram a investir no serviço de subscription car. Por meio de um aplicativo o usuário consegue adquirir um carro de última linha e trocá-lo a cada 12 meses, pagando somente uma parcela mensal.

O Canvas é um exemplo de empresa que faz parceria com as montadoras.

Portanto, se você tem uma indústria e não estiver sentindo os efeitos do digital, saiba que há uma boa possibilidade de que mudanças ocorram em um futuro bem próximo.

Empresas de smartphones também já estão fazendo isso. A Apple, por exemplo, lançou o iPlace Refresh, que permite a troca do seu celular anualmente pelo modelo mais novo.

Empresas de entrega rápida como o Rappi, livros de leitura instantânea como o 12min e consumo de filmes online como a Netflix estão fazendo a diferença. Muitos outros negócios estão surgindo diariamente para revolucionar as indústrias.

Até mesmo a maneira como nos comunicamos mudou radicalmente nos últimos dez anos.

Em vez de pegar um telefone para entrar em contato com alguém, é muito mais provável que você envie uma mensagem nas redes sociais, no Whatsapp ou até mesmo no Skype.

Por isso, os líderes nessas indústrias devem ser ágeis e capazes de mudar com a demanda do cliente, o que torna o modelo SaaS tão atraente.

Seguradoras

A disposição das empresas em adotar o SaaS sempre dependeu de seu conforto com segurança dos dados, e isso é particularmente verdadeiro para as seguradoras.

No entanto, como os provedores de nuvem aumentaram o investimento em segurança e escalabilidade nos últimos três anos — a Microsoft investe sozinha mais de um bilhão de dólares por ano em pesquisa e desenvolvimento de segurança, além das novas políticas lançadas, como o GDPR —, os clientes e prospects estão ficando altamente confiantes.

Com a velocidade do mercado, algumas seguradoras estão concluindo projetos de transformação digital em meses, não em anos.

Além disso, elas estão lançando novos produtos e segmentos na nuvem — sejam aumento de TI ou as chamadas oportunidades de “green field” —  que estão entrando em produção ainda mais rapidamente.

Um outro benefício é que, como a tecnologia está sempre evoluindo, a manutenção e as atualizações consomem muito tempo e podem ter consequências inesperadas para os sistemas, o que pode ser um sério desincentivo à inovação.

Em um ambiente SaaS maduro, em que o provedor gerencia a manutenção, as atualizações e as integrações, esses problemas não são recorrentes. Assim, as seguradoras obtêm os frutos da transformação digital quase que imediatamente.

Financeiro

Embora a indústria de serviços financeiros esteja tradicionalmente na vanguarda da mudança tecnológica, ela estava sendo cautelosa em adotar a nuvem por conta dos dados.

No entanto, conforme as funções do CIO — Chief Information Officer — mudaram drasticamente para fazer um alinhamento estratégico de TI com a transformação digital, as metas gerais de toda a empresa são alteradas. Nesse contexto, usar a nuvem tornou-se uma prioridade.

Apesar disso, adotar o SaaS trouxe muitos benefícios. Com ela, os profissionais do mercado financeiro podem gerenciar melhor suas economias, migrar facilmente para sistemas mais fáceis, aumentar a mobilidade e a agilidade, melhorar as eficiências operacionais e, mais importante, concentrar-se nos resultados de negócios.

Não é de admirar, então, que as receitas da nuvem estejam prontas para atingir US$ 411 bilhões até 2020 — quase o dobro de 2016, de acordo com pesquisa conduzida pelo Gartner.

Esses grandes investimentos estão sendo fundamentais para trazer ao mercado soluções de software como serviço (SaaS) baseados em nuvem, projetadas para atender às necessidades específicas dos usuários no mercado financeiro.

Como fazer a transformação digital com SaaS

Saiba 10 formas que a sua empresa pode fazer a transformação digital do seu negócio com SaaS:

1. Sob demanda Self Service

As organizações estão repensando seus modelos de negócios para a era digital de ritmo acelerado.

Os modelos de autoatendimento sob demanda estão criando novos caminhos e serviços digitais para os consumidores. O Spotify, por exemplo, oferece música sob demanda, a Netflix oferece serviço de transmissão de vídeo e o Uber oferece serviço de mobilidade.

2. Acesso mais amplo aos consumidores

Os consumidores estão conectados via celulares, tablets, laptops e desktops. Um modelo de serviço online atende a todos esses clientes com uma plataforma integrada.

Essa abordagem é conveniente e fácil para os consumidores, levando a uma adoção generalizada em todos as localizações geográficas.

3. Rapidez e Escalabilidade

O modelo de serviço sob demanda permite que os aplicativos do usuário utilizem recursos em proporção aos requisitos do cliente.

Os recursos como redes, servidores, armazenamento e serviços podem ser ampliados ou reduzidos, dependendo das necessidades da aplicação.

4. Medir e Configurar Serviços

Com os serviços sob demanda, os clientes pagam apenas pelo que usam. As empresas também podem medir o uso de seus serviços.

Portanto, o serviço medido permite que uma empresa analise o uso de recursos, faturamento, planejamento de capacidade e pense proativamente no uso aplicativo.

5. Independência do local

Com o software as a service, não há restrições quanto à localização dos clientes. O provedor de serviços pode escolher e configurar as opções.

Além disso, os clientes em todo o mundo podem acessar os mesmos serviços. Por exemplo, empresas de mídia e notícias podem usar canais digitais para expansão entre locais. Com isso, os usuários podem acessar as notícias digitais de qualquer lugar e local.

6. Dados Integrados

O modelo de serviço sob demanda permite que as empresas integrem todos os dados do aplicativo. Esses dados integrados são extremamente importantes para os padrões e controle de informações.

As metas de desempenho, atendimento ao cliente e atividades administrativas completas podem ser planejadas usando esses dados integrados. Por exemplo, os dados podem ser extraídos para procurar grupos etários de usuários, locais, horários de uso freqüente, reclamações de clientes, entre outros.

7. Infraestrutura e Camada de Segurança

A camada de infraestrutura de nuvem pode ser provisionada dependendo dos requisitos dos aplicativos e serviços que a empresa tem a oferecer.

As empresas podem reduzir a infraestrutura de TI e a equipe necessária para gerenciá-las com recursos de nuvem.

Um outra questão importante, é que a segurança dos aplicativos pode ser atendida com a infraestrutura de nuvem correta, com políticas de segurança para acesso, autorização e gerenciamento de identidade.

8. Integrações sem emenda de sistemas legados

As empresas estão procurando formas digitais para otimizar seus processos. Quando os serviços são novos e introduzidos nos processos de negócios, também é vital integrar os sistemas legados e seus dados.

Isso acontece, por exemplo, quando uma empresa de aluguel de imóveis começa a usar contratos digitais e documentação assinada eletronicamente para a locação de suas propriedades.

Todas as renovações de arrendamento, pagamentos de aluguel e documentação agora são executados em serviços baseados em nuvem. Nesse contexto, os dados dos sistemas legados também são responsáveis ​​pela transição sem interrupções.

9. Atualizações e evolução contínua

A transformação digital é um processo contínuo. As ferramentas e tecnologias mudam com frequência e as empresas precisam seguir em frente com os tempos de mudança.

Com o SaaS, as organizações podem continuar a atualizar seus serviços continuamente. Além disso, as atualizações e melhorias podem ser aproveitadas pelos clientes de uma vez sem tempo de inatividade significativo para a empresa.

10. Experimentação e Inovação

A inovação é a extrema necessidade no mundo empresarial, especialmente quando os negócios são constantemente desafiados pelas ondas de digitalização.

Os serviços sob demanda e softwares na nuvem dão espaço para experimentação e inovação que envolve novas tecnologias.

As empresas estão usando o software como um serviço para remodelar seus produtos e serviços existentes. Com isso, inovações digitais são aplicadas para oferecer experiências personalizadas, enriquecendo as interações com os clientes e transformando seus empreendimentos.

Fonte: Marketing de Conteúdo

Saiba como orquestrar seus estoques com ganho de performance!


Postado em 25/04/2018 por FH
image-1

Atualmente, um dos maiores problemas nas operações omnichannel das empresas que têm estoque é o fato de, quase sempre, seus produtos não estarem em um lugar só, mas sim em centros de distribuição, lojas físicas ou outros canais espalhados pelo Brasil ou até mesmo pelo mundo.

Para que as empresas alcancem a velocidade e a performance de resposta em operações de comércio eletrônico, sejam B2B ou B2C, sem correr o risco de perder vendas mesmo com produtos em estoque, é necessária a implementação de políticas de gestão avançada, que incluem soluções tecnológicas de integração e gestão de multi-estoques.

Uma robusta solução para integração de estoques permite que todos os canais de comunicação e venda possam identificar e enxergar os produtos disponíveis, independentemente de onde estejam, CDs, lojas ou outro canal de abastecimento, além de tornar possível a venda de produtos em formato de estoque virtual para possíveis lançamentos e pré-vendas.

Seja você a empresa que irá conectar o seu estoque em um marketplace, com suas próprias regras de estoque, ou seja você o próprio marketplace que irá receber estoques de outros, mais do que nunca uma perfeita integração entre os estoques dos parceiros é fundamental para garantir o sucesso do negócio e atender às expectativas do mercado e dos clientes.

Em um cenário em que a automatização dos processos em tempo real já é realidade, sua operação irá alcançar índices de performance significativos com uma maior facilidade de gerenciamento e controle!

Publicada nova versão dos esquemas XSD de comunicação WSDL da EFD-Reinf


Postado em 20/04/2018 por FH
image-1

 

Publicada nova versão dos esquemas XSD de comunicação WSDL da EFD-Reinf. Para download, clique aqui.

Fonte: SPED

Publicação da versão 5.0.1 do programa da Escrituração Contábil Digital (ECD)


Postado em 19/04/2018 por FH
image-1

Publicada a versão 5.0.1 do programa da ECD

Foi publicada a versão 5.0.1 do programa da ECD, com a alteração da regras dos campos percentuais do registro K100, que passaram a aceitar valores maiores ou iguais a zero.Fonte: SPED

Saiba como o SAC omnichannel vai transformar o seu atendimento ao cliente!


Postado em 18/04/2018 por FH
image-1

Integrar solicitações, chamados ou tickets de atendimento que surgem dos mais diversos canais, tornou-se um dos grandes problemas que as empresas enfrentam em sua estrutura de pós-venda.

Muitas vezes, um mesmo cliente solicita atendimento via redes sociais, e-mail, chat do site e ligação na central telefônica, fazendo com que as informações se percam através destes canais. Desta forma, a empresa fica sem acesso à situação em que se encontra este atendimento, despendendo tempo e força de trabalho em diversas frentes para atender a mesma pessoa. Além de aumentar o prazo de resolução do problema, gera custos desnecessários e impacta negativamente a imagem da empresa.

Não seria incrível se todos os seus canais de relacionamento e os tickets de atendimento solicitados estivessem integrados em uma única plataforma?

É isso que uma solução de SAC Omnichannel faz, ao tornar a abertura de um ticket de atendimento possível a partir de qualquer canal de relacionamento. Integrada em uma única plataforma, esta solução oferece total controle sobre o status de atendimento e auxilia a transformação destes importantes dados em novas oportunidades de negócio.

Com acesso a todas as informações do cliente, seu histórico de compras e atendimentos solicitados, o profissional de relacionamento consegue atender o cliente de forma mais completa e eficiente, podendo inclusive reintroduzir este consumidor em sua jornada de compra.

Conheça uma das soluções de SAC Omnichannel oferecidas pela FH clicando aqui!

Rotina fiscal transformada – Sompo Seguros e FH apresentam case de sucesso no ASUG Day


Postado em 18/04/2018 por FH
image-1

Com o case inédito “Sompo Seguros supera os desafios do mercado com a Solução Fiscal GUEPARDO”, a FH, empresa de tecnologia especializada em processos de negócios e software, participa de mais uma edição do ASUG Day, no dia 17 de abril (terça-feira), em São Paulo, no Hotel Blue Tree Morumbi.

Por meio da apresentação de conteúdos e projetos de sucesso, o evento é uma oportunidade de atualização profissional para toda a comunidade SAP e demais interessados. Durante a palestra da FH, conduzida por Vivian Guedes (Sompo Seguros) e Carlos Alexandre de Oliveira (FH), os participantes terão a oportunidade de conhecer os detalhes do projeto realizado, que diante de um cenário tributário desafiador, tanto pela complexidade quanto pela quantidade das diretrizes municipais, buscou a expertise fiscal da FH.

Por meio desta parceria, a empresa conseguiu conciliar o ISS com o módulo FS-CD e aperfeiçoar os demais processos rotineiros da área fiscal, até então realizados de forma manual. Na realidade, a Sompo implementou o GUEPARDO a fim de obter análises assertivas (confiabilidade de dados para transmitir aos órgãos municipais e federais), ampliar a visibilidade dos processos e, consequentemente, otimizar a rotina tributária (melhor performance).

Considerada uma das principais parceiras estratégicas da SAP, a FH conta, hoje, com mais de 220 clientes ativos e mais de dois mil projetos desenvolvidos para empresas de diferentes segmentos da indústria, como: varejo, manufatura, fashion, utilities, energia, financeiro, farmoquímica, agroindústria e setor público.

Fontes: Portal Administradores, Portal Valor Agregado, Portal Segs, Portal Fator Brasil, Seguro Gaúcho

Case de Sucesso: Sompo Seguros supera os desafios do mercado com a Solução Fiscal GUEPARDO da FH


Postado em 17/04/2018 por FH
image-1

A Sompo Seguros precisava de um parceiro estratégico que otimizasse a produtividade do seu departamento contábil fiscal e as entregas das obrigações ao Fisco, ao integrar e automatizar processos.

Confira o case completo, clicando aqui!

A Sompo Seguros é uma empresa do Grupo Sompo Holdings, um dos maiores grupos seguradores do mundo, fundado no Japão há mais de 128 anos. No Brasil, nasceu da incorporação entre as operações da Marítima Seguros com a Yasuda Seguros. Esta união gerou uma grande transformação de processos, e que demandou revisões nos controles internos, em especial nas obrigações transmitidas ao Fisco via sistemas legados.

Por se tratar de um segmento complexo e suscetível aos âmbitos municipais e federal, a companhia realizava controles manuais, o que consumia tempo e desgastava a produtividade do departamento contábil fiscal. Ao considerar que as informações estavam passíveis a parametrizações inconsistentes, a seguradora buscou um parceiro especialista, com ampla visão em todas as etapas e que otimizasse seu tempo ao integrar e automatizar processos.

A Sompo Seguros escolheu a Solução Fiscal GUEPARDO da FH. Designada como parceira tecnológica por conhecer a fundo as complexidades do cenário tributário nas esferas municipais, federal e obrigações acessórias, a FH entende como transformar as dificuldades do mercado segurador em soluções estratégicas, com visão a longo prazo e sempre com visibilidade e segurança nos processos.

A Sompo Seguros preza pelo compliance e pela qualidade nas informações transmitidas ao Fisco. Quando você adquire uma ferramenta robusta e integrada como a Solução Fiscal GUEPARDO da FH, a visibilidade dos processos passa a fazer parte da rotina da empresa e as análises assertivas refletem no aumento da performance!
Vivian Very Guedes Oliveira – Coordenadora de Impostos da Sompo Seguros

A implementação trouxe à seguradora aumento da performance, ganho de produtividade do departamento contábil fiscal, ampla visibilidade dos gaps e controle dos processos, melhorando a automatização, segurança e agilidade nas parametrizações, além de muitos outros benefícios que você pode conferir no case completo, clicando aqui!

Faça como a Sompo Seguros e entre em contato com a FH. Nossa equipe comercial está à sua disposição para apresentar o que podemos fazer por você e pela sua empresa!

Leias as matérias que saíram na mídia sobre este case!
Portal Administradores, Portal Valor Agregado, Portal Segs, Portal Fator Brasil, Seguro Gaúcho

Blockchain: a tecnologia que transforma o setor financeiro


Postado em 12/04/2018 por FH
image-1

Por Guilherme Mairene*

Com um público cada dia mais conectado, os bancos possuem o desafio diário de se reinventar, desenvolver novas plataformas e melhorar os seus processos internos. O blockchain, desenvolvido em meados de 2008, vem se tornando a tecnologia chave do sistema financeiro e promete ser um grande aliado para a modernização do setor durante os próximos anos, especialmente na forma de realizar pagamentos. A ferramenta – também conhecida como encadeamento de blocos – permite o envio de moedas virtuais, como o Bitcoin, e a criação de um registro dessas transações de forma rápida, segura e transparente, diferente dos meios tradicionais.

Além disso, devido ao potencial para redução de custos e aplicabilidade, muitos bancos e startups já começaram a explorar e implementar o sistema. A tecnologia tem sido eficaz porque simplifica a distribuição e descentraliza as informações. Por meio de um livro de registro, dados de todas as operações realizadas são armazenados, com isso, nenhuma transação pode ser manipulada, ou seja, nenhum usuário pode alterar um único byte de informação dos processos já realizados.

Entre suas variadas aplicações, os pagamentos internacionais são os mais visados no momento, pois permitem a transferência de valores para qualquer lugar do mundo, de forma instantânea e sem intermediadores. Esta plataforma poderosa também está aberta para os registros contábeis de empresas em geral, universidades, entre outras entidades. O fato é que a inteligência blockchain será capaz de promover grandes mudanças nos métodos corporativos, com a implantação do mercado das criptomoedas, que vem crescendo a cada dia.

A tendência já é realidade em muitos bancos internacionais com a criação de suas próprias criptomoedas (Ripple, por exemplo). Diversas empresas já aceitam o Bitcoin como pagamento de seus serviços, pois os recursos para administrar a moeda virtual são inúmeros, como a criptografia de dados, a conversão de moedas, a verificação de autenticidade da informação, o backup automático ou manual de suas informações, entre outros. Além de altamente segura e inteligente, a tecnologia do blockchain possibilita o investimento em diferentes áreas de atuação no mercado – sendo este um grande passo para assegurar a competitividade no setor.

*Guilherme Mairene Rodrigues é Principal of Technology da FH

Fonte:  Portal Fator Brasil, IT Forum 365, Portal Administradores, TI Inside

Revolução econômica – a nova realidade da economia virtual


Postado em 11/04/2018 por FH
image-1

A digitalização criou um novo conceito de valor: graças à tecnologia, hoje podemos criar modelos de negócios escaláveis, antes inimagináveis. Estamos vivendo uma revolução não só tecnológica, mas também econômica.

A nova realidade do mundo economicamente virtual

Antes, utilizávamos circuitos integrados para acelerar cálculos, quando a economia começou a receber, de fato, ajuda dos computadores. Anos se passaram e passamos a ter acesso aos meios digitais. Unidos por redes locais e globais, a internet passou a ser utilizada pela área comercial, contribuindo para o surgimento de novos serviços.

Nos dias atuais, temos uma série de dispositivos e ferramentas tecnológicas ao nosso favor. Passamos a fazer tudo – ou quase tudo – através da internet e suas inúmeras facilidades.  Algoritmos que conversam entre si são capazes de gerar resultados praticamente sozinhos, sem a necessidade do controle de uma pessoa. De forma resumida, trata-se de uma inteligência externa aos humanos. Essa nova realidade leva à necessidade de uma reavaliação de diretrizes e políticas econômicas.

Outro ponto importante nesse cenário é a economia distributiva, que visa a equidade na distribuição do produto social, com o intuito de reduzir desigualdades sociais e regionais. Isso pode ser atingido através de ajustes na distribuição de renda, implementando programas sociais, políticas fiscais vantajosas aos mais pobres e impostos progressivos sobre a renda.

A economia colaborativa, que ganhou força com os Millennials, define bem o que vivemos hoje com a “digitalização das coisas”. Substituímos o “possuir” pelo “ter acesso”. O mais importante já não é ter bens materiais, mas ter acesso a eles, seja por meio de aluguel de produtos, pacotes de serviços ou compartilhamento de informação. Com isso, a distribuição e a democratização do acesso se tornaram um ponto de discussão essencial.

Os critérios para medir a economia também devem mudar, pois os parâmetros do PIB se aplicam melhor à economia física, mas não tanto na digital.

Vivemos uma nova realidade em um mundo economicamente virtual. Você está preparado para essas e outras mudanças que virão?

Fonte: SAP

Nota Técnica Nº 01/2018 de Ajuste do Leiaute versão 1.3.02 da EFD-Reinf


Postado em 09/04/2018 por FH
image-1

Considerando a necessidade de pequeno ajuste na versão 1.3.02 do leiaute da EFD-Reinf, para entrada em produção em maio/2018, conforme faseamento previsto na INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB Nº 1701, DE 14 DE MARÇO DE 2017, disponibilizamos abaixo a adequação realizada:

EVENTO

GRUPO/CAMPO

ALTERAÇÃO

R-2060

{evtCPRB}

 

Exclusão da regra REGRA_EVE_CONTRIB_CPRB

Fonte: SPED

Página /