maio 2019 | FH Brasil

Partes Relacionadas na Escrituração Contábil Digital (ECD)


Postado em 30/05/2019 por asilveira
image-1

A escrituração contábil em forma digital (ECD) deve ser elaborada em conformidade com as Normas Contábeis.

Dentre as diversas normas existentes, estão as dispostas no CPC 05, que trata da Divulgação sobre as Partes Relacionadas.

Mas o que são partes relacionadas na ECD?

A parte relacionada nada mais é do que a entidade (pessoa física ou jurídica) que possui algum tipo de relação com a organização que está elaborando suas demonstrações contábeis, tratada como “entidade que reporta a informação”.

O que informar?

A entidade deve elaborar suas demonstrações contábeis de modo a chamar a atenção dos usuários para a possibilidade de o balanço patrimonial e a demonstração do resultado da entidade estarem afetados pela existência de partes relacionadas e por transações e saldos, incluindo compromissos, com referidas partes relacionadas.

Relacionamento CPC 05 x ECD (Escrituração Contábil Digital)

Se a empresa possuir operações com partes relacionadas, deverá preencher o Registro 0150 (Tabela de Cadastro do Participante) para identificar as pessoas físicas e jurídicas com as quais a empresa apresenta algum tipo de relacionamento específico.

No Registro 0180 deverão ser informados os códigos de relacionamento dos participantes, a data início de do relacionamento e a data de término do relacionamento, caso exista.

Abaixo constam os códigos de relacionamento possíveis de serem utilizados:

O código de identificação do participante deve ser informado no Registro I250 (Partidas do Lançamento), portanto cada lançamento contábil com partes relacionadas será destacado na ECD.

Para as empresas obrigadas a apresentar as demonstrações consolidadas (Lei n° 6.404/76 e/ou CPC 36) a informação de identificação do código do participante será relacionado também no Bloco K.

Além dos registros específicos, as operações com partes relacionadas serão evidenciadas através das contas contábeis com a descrição complementar de “Partes Relacionadas”, conforme consta no plano de contas referencial para ECD (Registro I051).

Falta de informações

A não aplicação das Normas Brasileiras de Contabilidade constitui infração ao Decreto-Lei nº 9.295/1946, que prevê aplicação de sanções éticas e disciplinares aos profissionais

As incorreções ou omissões na ECD, faz com que o contribuinte fique sujeito às multas previstas no artigo 12 da Lei n° 8.218/91 que variam de 0,02% a 5% sobre a Receita Bruta da Pessoa Jurídica.

Solução

Para o correto preenchimento da ECD e garantia de entrega de informações confiáveis, o time de Tax Compliance Services da FH oferece os meios para ajudar a sua empresa. Com metodologia própria, criada estrategicamente para atender empresas que buscam compliance fiscal,promove a otimização na concentração de metas e esforços em seu core business, contribuindo para o aumento da lucratividade.


Compartilhar!
[ssba]

Sua força de vendas precisa funcionar offline!


Postado em 28/05/2019 por abarcelos
image-1

Quem trabalha com vendas ou representação comercial sabe que é parte do dia-a-dia traçar roteiros e planejamentos para atender seus clientes. Mas, surge um grande desafio quando a rota inclui regiões onde o acesso a internet é muito precário ou até inexistente.

Então, como é possível proceder com os pedidos dos clientes, se atualmente a maior parte das vendas são realizadas via sistemas conectados à rede?

Vendendo sem internet

Sua empresa precisa contar com uma ferramenta de automação de vendas offline, ou seja, que suporte a realização de pedidos em situações onde não seja possível se conectar à web.

Dessa forma, toda a força de vendas poderá continuar seu trabalho normalmente, realizando o check-in em visitas, tendo acesso todas as informações dos clientes na palma da mão, bem como como dados, vendas, histórico de pedidos, descontos e benefícios do cliente, atendimentos realizados, controle de faturamentos em aberto, etc.

Aproveitando o acesso à essa visão 360° do cliente é possível, durante o atendimento, ofertar o melhor mix de produtos e oportunidades de acordo com a gestão de estoque do dia e proporcionar a melhor experiência a quem compra!

Reconectado

Assim que o sistema detectar uma conexão confiável de internet, automaticamente, todas as informações que foram inseridas na ferramenta serão sincronizadas ao ERP e refletirão na visão 360° do cliente. Dessa forma, tanto para o vendedor, quanto para o gestor de vendas, a forma de trabalho é transparente e os resultados de vendas mais assertivos, fazendo com que a tomada de decisão seja mais precisa.

Saiba mais!

Clique aqui embaixo e confira todos os benefícios de contar com uma ferramenta de automação de vendas offline! Saiba mais sobre como esse tipo de ferramenta pode revolucionar a forma que os vendedores de campo da sua empresa trabalham em situações onde não contam com conexão de dados!

 

Sua força de vendas precisa funcionar offline!


Compartilhar!
[ssba]

Revisar a ECD é essencial para evitar multas


Postado em 27/05/2019 por asilveira
image-1

Concluir o arquivo de entrega da ECD traz um momento de alívio para muitos profissionais da área fiscal, uma vez que a entrega dessa obrigação é bem complexa, envolvendo a análise precisa de diversos de documentos, dados e cadastros que, possivelmente serão cruzados com outras obrigações acessórias.

Mas, você está seguro da qualidade dos dados informados?

Tem a sensação de que algo não está 100% correto?

Muitas empresas acabam recebendo notificações por erros que passam despercebidos, perceptíveis somente a uma apuração detalhada de todos os processos. E se esses erros não forem corrigidos, o prejuízo é certo!

Como posso me certificar de que a entrega da ECD será bem-sucedida?

A revisão antes da entrega tem se mostrado a melhor saída para empresas que buscam compliance fiscal entre as obrigações acessórias, além disso, minimiza a possibilidade de notificações e consequentemente, o pagamento de multas. Após a entrega, a revisão ainda pode ser realizada, porém, as retificações devem ser realizadas o quanto antes para evitar penalidades do fisco!

A FH sabe o quanto é complicado realizar essa tarefa internamente, por isso dispõe de um time de especialistas para te ajudar a identificar riscos inerentes aos aspectos tributários. Os serviços de Compliance Fiscal abrangem toda a revisão dos processos, elaboração das apurações e geração dos arquivos, proporcionando autorregularização e simplificação das entregas.

FH marcará presença no ASUG Day Belo Horizonte


Postado em 23/05/2019 por nschirmer
image-1

 

A FH marcará presença no ASUG Day que acontecerá no dia 11 de junho em Belo Horizonte – MG.

O ASUG Day é uma ótima oportunidade para que profissionais de diversas áreas obtenham conhecimento e atualização profissional, através dos conteúdos mais atuais do mercado e da troca de experiência com os demais participantes. Este ano a FH marcará presença com a palestra:

Automação de entradas, retenções e EFD-Reinf 2.0 em ambientes SAP ECC, SAP S/4HANA, TDF e ACR
Para estar em compliance com as demandas da versão 2.0 dos leiautes da EFD REINF, a palestra abordará todo o processo para o atendimento aos novos registros exigidos pela RFB, como os riscos a serem evitados e quais os pontos de atenção para a correta entrega, que deverá ocorrer a partir da competência janeiro/2020.
Nossos especialistas apresentarão ferramentas e dicas para que você possa realizar um bom projeto, independente do ambiente utilizado pelo seu negócio (SAP ECC, S/4HANA, TDF e ACR) conforme tópicos abaixo:

  • revisão dos processos;
  • automação das entradas;
  • apuração das retenções;
  • ajustes e conciliações;
  • geração e entrega dos eventos/registros exigidos pela obrigação.

 

Palestrantes: Calixto Herkert e Marcelo Diogo Passaglia
Horário: 10h40
Local:  Hotel Ouro Minas (Av. Cristiano Machado, 4001 – Ipiranga, Belo Horizonte)

O prazo parece longo, mas há muito a ser feito – venha conferir!

 

O evento é gratuito, faça sua inscrição:

Faça sua inscrição para o ASUG Day BH

FH é destaque no Estadão com o artigo “Apuração PIS-COFINS e as constantes mudanças no Guia Prático do SPED”


Postado em 17/05/2019 por tfagundes
image-1

A FH é destaque no Estadão e nos portais Diário Industria e ComércioNoticias Fiscais, SEGS, FACNOPAR e no Fator Brasil com artigo assinado pelo especialista em Gestão Tributária e na Solução Fiscal Guepardo da empresa, Johney Laudelino da Silva, no qual destaca a Apuração PIS-COFINS e as constantes mudanças no Guia Prático do SPED.

Johney, salienta a importância de ter uma solução robusta e estruturada junto a uma equipe atenta e atualizada para fazer a correta entrega das informações. Desta forma, tais mudanças passam despercebidas e se tornam mais uma atualização de rotina dentro do processo de entrega da EFD-Contribuições. Confira!

Compare as informações da ECF com as demais obrigações assessórias de maneira fácil e rápida.


Postado em 16/05/2019 por asilveira
image-1

O prazo para entrega da ECF está cada vez mais próximo e um dos fatores que mais preocupam os profissionais que estão prestes a finalizar esse documento é a conformidade com as informações já enviadas em outras obrigações acessórias.

Além disso, as mudanças do guia prático do SPED também são vistas como ponto de atenção, já que as frequentes alterações nos leiautes obrigam os contribuintes a se adequarem a uma nova versão de envio.

A exemplo, nos últimos dois meses o SPED divulgou 4 notas relacionadas a alterações no programa da ECF, a mais recente ocorreu no dia 14/05/2019, com a publicação da versão 5.1.1, que trata especificamente da correção sobre a geração dos períodos do bloco U (Imunes/isentas).

Essas mudanças impactam, e muito, a rotina do profissional responsável pela geração do arquivo, pois o que parece ser uma simples alteração de informação inserida/excluída pode comprometer os demais blocos e interferir na análise fiscal de outras declarações, como a ECD e a EFD.

A chave para simplificar esse processo e ainda garantir o compliance entre as obrigações é poder contar com um software capaz de se adaptar ao guia prático do SPED.

Presente em grandes grupos econômicos, a solução fiscal GUEPARDO, da FH, reduz o impacto das alterações publicadas pelo SPED, facilitando a entrega das obrigações e garantindo a confiabilidade da base de dados enviada.

 

As mudanças do SPED tornam-se apenas mais uma atualização de rotina com o GUEPARDO.

infográfico blocos da efc

 

Por utilizar o que há de mais inovador no mundo tributário, a solução fiscal da FH atende as exigências fiscais no âmbito Municipal, Estadual, Federal, com capacidade para processar um grande volume de apurações no menor tempo do mercado.

Bens de consumo: As vantagens de converter para um ERP de alta performance!


Postado em 13/05/2019 por abarcelos
image-1

A indústria 4.0 já é uma realidade, e para embarcar nesse mundo de inovação e acesso a informações em tempo real, é essencial contar com as melhores ferramentas do mercado como um ERP de alta performance!

Os desafios do setor de bens de consumo

Os gestores deste setor enfrentam inúmeros desafios, dentre eles, lidar em tempo real com informações sobre inventários e fluxo de materiais, alinhar as estratégias comerciais com as mega tendências tecnológicas, criar valor em um mundo em que quem está no controle é o consumidor, entre muitos outros.

Para conseguir superar todos esses desafios é preciso contar com ferramentas que possam auxiliar no dia a dia da gestão, facilitar a tomada de decisões, facilitar o planejamento de produção, aumentar a satisfação dos clientes e ter uma visão completa do negócio. Para isso e essencial contar com um ERP de alta performance.

O ERP de alta performance e as vantagens estratégicas para o seu negócio

Com um ERP de última geração e de alta performance você pode alcançar resultados impressionantes, confira alguns exemplos:

#fidelização
Aumente em até 20% a satisfação do cliente, com um sistema que ajuda seus clientes a obter o que querem, quando e onde querem.

#eficiência
Reduza em até 30% os níveis de inventário
, com o planejamento de requisitos de materiais, executado em tempo real, que oferece resultados de planejamento atualizados e completos.

#otimização
O planejamento de produção proporciona visão analítica para um suporte de decisões mais sólido, o que permite maior rapidez na resolução de problemas.

#economia
Reduza em até 15% a perda de receitas devido ao desabastecimento
com um processo que proporciona visibilidade do inventário em tempo real.

#visibilidade
Visão 360 graus
com um sistema que oferece relatórios de análise operacional gerados instantaneamente. Controle online os níveis de estoque de inventário, vendas de produtos, marketing e finanças.

Mas eu já tenho o SAP ECC, preciso converter?

Sim! O SAP S/4HANA possui inúmeras vantagens e como sua empresa já possui o SAP ECC a FH tem uma oferta especial para você!

Simplifique seus processos, tenha agilidade, segurança, foco em resultados e confiabilidade nas informações! Converta para o SAP S/4HANA com quem já ganhou prêmio de melhor projeto no ASUG Impact Awards! A FH oferece pacotes funcionais e adaptáveis a realidade da sua empresa!

 

Conversao S/4HANA - ERP de alta performance

 

Transforme seu negócio com a solução fiscal que mais cresce no mercado


Postado em 09/05/2019 por tfagundes
image-1

Atender as exigências do fisco por completo, conforme a legislação atual, é fundamental para o bem-estar legal de qualquer empresa, uma vez que possibilita maior estabilidade para negociar ações, empréstimos e investimentos, além de permitir que a organização possa participar de seleções e programas de concorrência pública.

Para atender com êxito todos os estágios do processo tributário, é fundamental garantir a correta apuração e entrega das obrigações federais, estaduais e municipais, realizando análises prévias para identificar possíveis inconsistências nos processos diários.

Contar com um software capaz de integrar todos esses processos para o envio das informações ao fisco proporciona inúmeras vantagens, tanto para o seu negócio quanto para a sua equipe.

Saiba como a solução que mais cresce no mercado pode facilitar a rotina fiscal da sua empresa.

Solução fiscal GUEPARDO

Aliando tecnologia à expertise tributária, a solução fiscal GUEPARDO nasceu para elevar o potencial produtivo e competitivo das empresas. Por utilizar o que há de mais inovador no mundo tributário, atende as exigências fiscais no âmbito Municipal, Estadual e Federal, seguindo as diretrizes do SPED. Sempre com segurança e rastreabilidade nas informações, é capaz de processar um grande volume de apurações no menor tempo.

 

Por que é a melhor opção do mercado?

# Agilidade

Por utilizar a mesma base de dados nas apurações, minimiza riscos e oferece múltiplas funcionalidades, otimizando a rotina fiscal das empresas e possibilitando a elaboração de relatórios precisos, visto que os usuários poderão utilizar seu tempo analisando os números e não corrigindo-os.

# Constante atualização

Sempre preparado para atender todas as exigências dos orgãos competentes conforme a legislação vigente.

# Compliance fiscal

Não basta simplesmente “entregar” arquivos ao fisco, as informações devem estar em compliance fiscal, pois qualquer equívoco pode resultar em penalidades gravíssimas. Identificar possíveis falhas fica mais fácil com o GUEPARDO, uma vez que os dados são processados de forma integrada, contemplando todos os campos e informações necessárias para correta geração dos eventos.

# Confiabilidade e segurança

A eficiência do software garante a confiabilidade e a segurança dos dados enviados, elevando a credibilidade da organização no mercado em que atua.

 

Independente da área de atuação, o GUEPARDO se adapta ao cenário de qualquer empresa, atendendo as necessidades mais complexas para oferecer mais tranquilidade no atendimento as obrigações fiscais.

A transformação digital e o fisco


Postado em 09/05/2019 por tfagundes
image-1

Começar um negócio legalizado no Brasil exige muita responsabilidade, principalmente quando falamos da parte FISCAL.

A pergunta que fica aqui é: sua empresa está preparada para iniciar essa jornada burocrática?

Monitorar tantas variáveis dentro dos trâmites legais é um desafio e tanto, principalmente para grandes empresas, que precisam enviar diversos tipos de informações aos orgãos competentes durante todo o ano. Nesse quesito, a tecnologia pode ser a chave para melhorar as condições de trabalho relacionadas ao fisco, poupando o tempo dos colaboradores que precisam analisar e corrigir uma série de relatórios para o envio das obrigações.

Como a tecnologia pode facilitar a minha rotina fiscal?

Atualmente, diversas empresas optam por softwares fiscais para realizar a apuração das informações referente a prestação de impostos, proporcionando assim, um direcionamento de esforços nas atividades que realmente interessam ao negócio, como por exemplo, oferecer novas experiências para fidelizar ainda mais o cliente.

Contudo, a escolha de um software de gestão deve ser algo planejado, para que a escolha seja assertiva, caso contrário esse processo poderá ocasionar ainda mais complicações para a sua empresa.

Abaixo listamos os principais itens a serem levados em consideração na escolha de uma solução fiscal.


Garantia de compliance

Trabalhar de forma conciliada, contemplando todos os campos e informações necessárias para correta geração dos eventos.

 


Qualidade na apuração dos dados

Ser capaz de processar um grande volume de dados, mantendo relação ativa entre as informações e identificando possíveis divergências.

 


Agilidade

Item primordial, afinal, a entrega das obrigações dentro do prazo é essencial para evitar o pagamento de multas.

 


Expertise tributária

Uma equipe capaz de propor soluções que atendam as necessidades do cliente, de acordo com a complexidade do seu negócio.

 


Inovação

A entrega de obrigações fiscais sofre atualizações constantes, por isso é importante que a solução fiscal contratada seja capaz de se adaptar conforme a legislação.

 

A contratação de uma solução fiscal faz toda a diferença para o negócio, pois ajuda no controle e organização da empresa, acelerando a produtividade e proporcionando maior visibilidade das etapas do processo.

 

ECF 2019: Sua empresa está preparada para cumprir a entrega dessa obrigação?


Postado em 07/05/2019 por asilveira
image-1

O prazo para entrega da ECF está cada vez mais próximo e se a sua empresa ainda não se organizou para a entrega desta obrigação, o risco de não ter tempo hábil para o envio das informações é grande.

A entrega da ECF é anual e deve ser feita até o último dia útil do mês de julho, ou seja, até às 23h59min59s (pelo horário de Brasília) do dia 31 de julho (quarta-feira) de 2019. Esse prazo não muda nem nos casos em que houve cisão parcial ou total, fusão ou incorporação, registrados entre janeiro e abril de 2018.

Cisão:é a transferência do patrimônio da empresa para outra
Fusão: trata-se da união de duas empresas e formação de uma nova
Incorporação: quando uma empresa adquire outra, ou seja, uma delas deixa de existir.

Caso a organização tenha filiais, independente do regime tributário, a entrega da ECF deve ser realizada pelo estabelecimento matriz.

Como preencher a ECF?

A ECF deve ser preenchida por blocos de informação, referindo-se cada um deles a um agrupamento de informações, com registro de abertura, registro de dados e um registro de encerramento, conforme abaixo:

Bloco Nome do Bloco Descrição do Bloco
0 Abertura e Identificação  

Abre o arquivo, identifica a pessoa jurídica e referencia o período da ECF.

C

Informações Recuperadas das ECD

(Bloco recuperado pelo sistema – Não é importado e não é  editado no programa)

 

Armazena as informações do plano de contas e dos saldos mensais das ECD recuperadas. As ECD recuperadas devem corresponder ao período da ECF.

Os seguintes registros da ECD são recuperados na ECF:

  •  I050 – Plano de Contas
  • I051 – Mapeamento para o Plano de Contas Referencial
  • I053 – Subcontas Correlatas
  • I100 – Centro de Custos
  • I150 – Data dos Saldos Periódicos
  • I155 – Saldos Periódicos
  • I157 – Transferência de Saldos de Plano de Contas Anterior
  • I350 – Data da Apuração do Resultado
  • I355 – Saldos das Contas de Resultado Antes do Encerramento

Estão obrigadas a efetuar a recuperação da ECD todas as pessoas jurídicas obrigadas a entregar a ECD, conforme Instrução Normativa RFB nº 1.420/2013 e alterações.

E Informações Recuperadas da ECF Anterior e Cálculo Fiscal dos Dados Recuperados da ECD (Bloco recuperado pelo sistema – Não é importado e não é editado no programa)

Armazena, da ECF recuperada do período imediatamente anterior, os saldos finais das contas referenciais e da parte B (do e-LALUR e e-LACS).

Calcula os saldos contábeis de acordo com o período de apuração do tributo.

J Plano de Contas e Mapeamento  

Apresenta o mapeamento do plano de contas contábil para o plano de contas referencial.

Caso a ECD recuperada possua o mapeamento para o plano de contas referencial válido na ECF, o bloco J pode ser construído automaticamente e é permitida a sua edição.

K Saldos das Contas Contábeis e Referenciais  

Apresenta os saldos das contas contábeis patrimoniais e de resultado por período de apuração e o seu mapeamento para as contas referenciais.

Caso haja recuperação da ECD, o bloco K pode ser construído automaticamente e é permitida a sua edição.

O bloco K também pode ser importado, independentemente da recuperação da ECD.

L Lucro Líquido – Lucro Real  

Apresenta o balanço patrimonial, a demonstração do resultado do exercício e apura o lucro líquido da pessoa jurídica tributada pelo lucro real.

M e-LALUR e e-LACS – Lucro Real  

Apresenta os livros eletrônicos de escrituração e apuração do IRPJ (e-LALUR) e da CSLL (e-LACS) da pessoa jurídica tributada pelo lucro real – partes A e B.

N Cálculo do IRPJ e da CSLL – Lucro Real  

Calcula o IRPJ e a CSLL com base no lucro real (estimativas mensais e ajuste anual ou valores trimestrais).

P Lucro Presumido  

Apresenta o balanço patrimonial, a demonstração do resultado do exercício e apura o IRPJ e a CSLL com base no lucro presumido.

Q Demonstrativo do Livro Caixa  

Apresenta o demonstrativo do livro caixa para os casos previstos na legislação – A partir do leiaute 2.

T Lucro Arbitrado  

Apura o IRPJ e a CSLL com base no lucro arbitrado.

U Imunes e Isentas  

Apresenta o balanço patrimonial e a demonstração do resultado das imunes ou isentas. Apura o IRPJ e a CSLL quando forem obrigadas.

V DEREX  

Apresenta a declaração sobre utilização dos recursos em moeda estrangeira decorrentes do recebimento de exportações (DEREX) – A partir do leiaute 4

W Relatório País-a-País  

Apresenta o Country by Country Report (Relatório País-a-País) – A partir do leiaute 3

X Informações Econômicas  

Apresenta informações econômicas da pessoa jurídica.

Y Informações Gerais  

Apresenta informações gerais da pessoa jurídica.

9 Encerramento do Arquivo Digital  

Encerra o arquivo digital.

Fonte: Manual de Orientação da declaração.

Devido a quantidade de informações solicitadas nos blocos, o preenchimento completo dessa obrigação é bem complexo e caso seja registrado algum dado incorreto, o contribuinte tem até cinco anos para corrigir o erro. Isso até pode parecer uma notícia boa, mas não se engane, pois qualquer modificação na declaração em anos anteriores o obriga a ajustar todos os documentos entregues posteriormente, gerando um grande retrabalho.

Lembrando que, informações incompletas, imprecisas ou omitidas geram multas, por isso, mesmo que a sua empresa tenha suporte tecnológico para esse tipo de serviço, é fundamental se atentar com a qualidade das informações enviadas.

E agora o que fazer?

Com tantas variáveis e uma extensa lista de blocos para preenchimento, fica difícil garantir a uniformidade das informações. Para evitar possíveis notificações, nosso time de especialistas está a postos para apoiar sua empresa nesta entrega.

Nossa metodologia para a entrega da ECF 2019 tem sido a estratégia mais procurada por empresas que buscam compliance fiscal, otimização na lucratividade e concentração de metas e esforços em seu core business.

Página /