tfagundes, Author at FH Brasil

A FH é reconhecida como parceira estratégica no suporte para SAP C/4HANA


Postado em 12/03/2019 por tfagundes
image-1

 

A premiação promovida pela SAP, reconhece os parceiros que mais se destacam no suporte de SAP C/4HANA, aconteceu ontem, 11 de março de 2019, no evento da SAP Cloud Application Service (AMS) em Roma, na Itália.

O prêmio avalia empresas que são fornecedores estratégicos de serviços e prestam suporte às operações com SAP C/4HANA, utilizando as melhores práticas do mercado além de inovar e trazerem melhorias significativas, com alta performance e qualidade nas entregas para seus clientes.

Esse reconhecimento à FH reafirma o compromisso da empresa com seus clientes, sempre oferecendo um suporte proativo, disponível 24/7, que conta com 100% dos profissionais certificados e prontos para atender a qualquer demanda.

Ser reconhecida pela própria SAP como Strategic Supplier SAP Commerce Cloud 2019 destaca ainda mais a área de Outsourcing da FH no mercado e faz com que a empresa figure entre as melhores do mundo!

Eduardo Arantes recebe o prêmio no evento da SAP Cloud Application Service (AMS) em Roma, na Itália.

Outras premiações

excelência nos serviços de suporte reconhecida pela SAP, confira:

SAP Award of Excellence: A FH foi eleita como uma das 4 melhores consultorias no país, apresentando um dos melhores resultados na Pesquisa Anual de Satisfação de Clientes.

Top 10 no Ranking de Suporte SAP no Brasil: A FH está entre as 4 melhores consultorias no país, ranqueadas pelos seus clientes, e está entre as 10 maiores companhias do mercado brasileiro de gerenciamento de aplicações SAP, Application Management Services (AMS).

Como simplificar o IRPJ no Lucro Real


Postado em 07/12/2018 por tfagundes
image-1

Especialista em Gestão Tributária da FH, Johney Laudelino da Silva, é destaque no Estadão com o artigo Como simplificar o IRPJ no Lucro Real.

O IRPJ é o Imposto de Renda Pessoa Jurídica, que tem como contribuintes as pessoas jurídicas e as empresas individuais. Já para as companhias que se enquadram no Simples Nacional, as formas de tributação mais utilizadas pelas pessoas jurídicas são o Lucro Presumido e o Lucro Real.

Pelo 7º ano, a FH está entre os melhores do ecossistema SAP no Brasil!


Postado em 08/11/2018 por tfagundes
image-1

O 2° lugar no ASUG Impact Awards – principal evento de premiação da comunidade SAP – foi conquistado pela FH,  com o  “Case de Sucesso SAC 3.0 – Como a venda assistida revolucionou a experiência dos clientes da DPaschoal”.

Este ano, a FH conquistou o mais um  ASUG Impact Awards,  fechando o sétimo ano entre os melhores do ecossistema SAP no Brasil!

O Case

O projeto SAC 3.0 proporcionou à DPaschoal vendas mais assertivas, com uma visão de toda a rede, possibilitando decisões precisas e baseadas no histórico do veículo.

Para o cliente trouxe uma nova experiência: tranquilidade para buscar o produto online, televendas à sua disposição e na loja física, desfrutar da mesma jornada de compras de um e-commerce, com plataforma SAP C/4HANA.

Para conhecer o case premiado clique aqui.

Em 2016, a parceria entre a FH e a DPaschoal resultou no 1º lugar do Prêmio Impact Awards com o case “Projeto CRM 2.0”. Agora em 2018, o projeto SAC 3.0, que começou há dois anos como um projeto piloto, conquistou o 2º lugar na premiação.

 

Case de Sucesso “SAC 3.0 da DPaschoal” conquistou o 2º lugar no ASUG Impact Awards.

 

Equipe FH e Equipe DPaschoal com os prêmios.  

 

Prêmio Impact Awards 2018 – Projeto SAC 3.0

O Prêmio

A entrega do Asug Impact Awards, que destaca os melhores cases de TI do Brasil, ocorreu no dia 7 de novembro 2018, durante a 21ª Conferência Anual da ASUG Brasil, em São Paulo.

O prêmio avalia projetos desenvolvidos por empresas de tecnologia que possuem originalidade, melhores práticas, inovação e trazem melhorias no nível de serviço das corporações.

EFD-Reinf: descubra o que mudou com a Instrução Normativa RFB nº 1842/2018


Postado em 01/11/2018 por tfagundes
image-1

No dia 31/10/2018 foi publicada no Diário Oficial da União, a Instrução Normativa RFB nº 1.842/2018, alterando a Instrução Normativa RFB nº 1.701/2017, que institui a EFD-Reinf.

Foram ajustados as datas de ínicio das entregas dos grupos 2, 3 e 4 e definidas as penalidades para os que não entregarem ou que entregarem de forma incorreta a obrigação.

Cronograma de entrega

O cronograma de entrega, que seguirá as seguintes datas:

 

INÍCIO DA OBRIGATORIEDADE EMPRESA / CONTRIBUINTE
01.05.2018

1° grupo: entidades empresariais com faturamento no ano de 2016 acima de R$ 78 milhões;

10.01.2019

2° grupo: demais contribuintes, exceto as empresas enquadradas no Simples Nacional, que constam nessa situação no CNPJ em 01.07.2018, quanto aos fatos ocorridos a partir de 01.01.2019;

10.07.2019

3° grupo: empresas enquadradas no Simples Nacional e entidades sem fins lucrativos, quanto aos fatos ocorridos a partir de 01.07.2019;

À definir

4° grupo: entes públicos e as organizações internacionais.

Penalidades

Na Normativa RFB nº 1842/2018 publicada, ainda foram estabelecidas regras em relação ao atraso ou entrega com erros, incorreções ou omissões do EFD-Reinf!

Primeiramente o contribuinte será intimado a apresentar a declaração original e no caso de não apresentação no prazo estipulado pela Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB), ficará sujeito às seguintes penalidades:

  • 2% ao mês calendário ou fração, incidentes sobre o montante dos tributos informados na EFD-Reinf, ainda que integralmente pagas, no caso de falta de entrega da declaração ou de entrega após o prazo, limitada a 20%;
  • R$ 20,00 para cada grupo de 10 informações incorretas ou omitidas.

Além disso, a EFD-Reinf deverá ser transmitida mensalmente até o dia 15 do mês subsequente ao mês a que se refere a escrituração, devendo ser observadas as exceções contidas na norma.

Para maiores detalhes em relação as alterações informadas, clique aqui e acesse a íntegra da legislação.

EFD ICMS IPI – Bloco B (Apuração do ISS)


Postado em 10/09/2018 por tfagundes
image-1

Publicado em 06/09/2018

O Bloco B, incluído no leiaute 013 da EFD ICMS IPI, será obrigatório, exclusivamente, para contribuintes de ISS domiciliados no Distrito Federal, conforme definições a serem estabelecidas na legislação própria do DF.

As dúvidas relativas ao ICMS e ao ISS devem ser dirigidas para o endereço da SEF DF:

https://www2.agencianet.fazenda.df.gov.br/Atendimento/SAC#/Home

Selecionar: ICMS ou ISS
Assunto: Escrituração Fiscal Digital- EFD-ICMS IPI – Sped
Tipo de atendimento: EFD-ICMS IPI – Sped – Dúvidas/Informações

Fonte: SPED

STJ decidiu: O não recolhimento de ICMS pode caracterizar crime


Postado em 30/08/2018 por tfagundes
image-1

Um tema de grande repercussão e preocupação entre empresários, contadores e demais profissionais da área fiscal tributária é saber se: o não recolhimento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) configura crime, ou apenas inadimplemento fiscal?

Nesta semana, o STJ julgou o Habeas Corpus nº 399109 / SC (2017/0106798-0), no qual a 3ª Seção decidiu de forma inédita, por seis votos a três, que é crime o não recolhimento do ICMS, ainda que tenha sido devidamente declarado ao Fisco, com pena de reclusão de seis meses a dois anos e multa.

O Habeas Corpus foi impetrado por dois empresários que alegaram que a falta de recolhimento do ICMS não caracterizaria crime, mas apenas inadimplemento fiscal, porém, o pedido foi negado com base no crime de apropriação indébita tributária, previsto no artigo 2º, inciso II, da Lei n. 8.137/1990:

Art. 2° Constitui crime da mesma natureza:
(…)
II – Deixar de recolher, no prazo legal, valor de tributo ou de contribuição social, descontado ou cobrado, na qualidade de sujeito passivo de obrigação e que deveria recolher aos cofres públicos

O Acórdão não foi publicado ainda. Mas, com base na relevância social e econômica que este julgado poderá causar na uniformização da jurisprudência em prejuízo do empresariado, a decisão será bastante discutível.

A decisão coloca em pauta a linha tênue e suscetível de análise entre a diferença entre o inadimplência fiscal e a prática do delito, que não se vincula necessariamente à clandestinidade ou não da omissão no repasse do ICMS, sendo aferida pelo dolo de se apropriar dos referidos valores, devendo ser identificado pelas circunstâncias de cada caso concreto.

Para a advogada Pamella Faresin, não há apropriação ou falta de repasse porque o consumidor não é o responsável tributário.  O ICMS tem como contribuinte a pessoa jurídica, conforme estabelece a LC 87/96 (Lei Kandir), salvo nos casos de arremate em hasta pública e importação por pessoa física.

A advogada complementa que a decisão vai de encontro com a normatização do ICMS e vale como uma nova forma de compelir o empresariado ao pagamento pontual dos tributos.

O que muda?

Com a consolidação do referido julgado, a jurisprudência será prejudicial ao empresariado, que devido a inadimplência, estará suscetível a análise judicial criminal e estará sujeito a pena de reclusão e demais prejuízos que lhe couber.

Conte com a gente!

Ter qualidade e segurança das informações enviadas ao FISCO está cada vez mais importante.

A FH possui a Solução Fiscal GUEPARDO, que integra tecnologia e expertise tributária para apoiar o crescimento do potencial produtivo e competitivo empresarial da sua empresa, e ainda oferece a segurança que ela precisa para atender às exigências fiscais do SPED em âmbito Federal, Estadual e Municipal.

Além disso, o TAX COMPLIANCE SERVICES (TCS) da FH une a tecnologia com a expertise tributária e oferece a seus clientes, o melhor serviço de revisão fiscal dos processos, elaboração das apurações e geração de arquivos, proporcionando o suporte necessário para o cumprimento das rotinas fiscais de sua empresa.

Case de Sucesso: Sotreq acelera a performance tributária com o GUEPARDO


Postado em 07/08/2018 por tfagundes
image-1

Sempre prezando pela segurança das informações, a FH implementou a Solução Fiscal GUEPARDO na Sotreq, acelerou a produtividade fiscal e a companhia passou a ter visibilidade gerencial nas etapas do processo.

Para confirir o case completo, clique aqui!

Para que a Sotreq pudesse atender com agilidade às exigências legais e seguir com a excelência na oferta de soluções especializadas de infraestrutura, era necessário implementar uma solução com visão gerencial dos processos, além de otimizar a rotina contábil fiscal e eliminar retrabalhos.

Dentre as plataformas oferecidas pelo mercado, a Solução Fiscal GUEPARDO foi escolhida como parceira tecnológica por ser a única a atender a todas as obrigações das esferas municipais, estaduais e acessórias de maneira integrada, além de mapear e oferecer ao usuário uma visão gerencial estratégica de todas as etapas fiscais, apontar riscos e fazer com que o conhecimento tributário se torne sinônimo de otimização nos custos da organização.

Assim como a Sotreq, entre em contato com a FH. Nossa equipe comercial está à sua disposição para apresentar o que podemos fazer por você e pela sua empresa!

Página /