Brasil é um dos países que mais gasta tempo com burocracias fiscais | FH Brasil

Brasil é um dos países que mais gasta tempo com burocracias fiscais


Postado em 04/07/2019 por asilveira
image-1

Ao decidir abrir um negócio no Brasil, muitos empresários já se veem diante de um dilema: qual tipo de regime tributário adotar para sua empresa. Atualmente, o sistema tributário brasileiro oferece 3 opções de regime: o Simples Nacional, o Lucro Real e o Lucro Presumido.

– O Simples Nacional, como o próprio nome diz, simplifica o pagamento dos tributos unindo todos eles em uma mesma guia, com o diferencial de oferecer alíquotas menores em comparação aos outros. Foi criado para atender microempreendedores individuais (MEI), microempresas (ME) e empresas de pequeno porte (EPP) e atualmente é o regime mais utilizado no país.

– Já o Lucro Real exige maior controle da empresa, pois os tributos não são unificados em uma guia e as entregas são feitas individualmente. O valor do recolhimento é baseado no lucro real da empresa e incide sobre o faturamento mensal ou trimestral. Há casos em que esse tipo de regime é obrigatório, como por exemplo, em bancos comerciais e corretoras de títulos ou, se a empresa tiver receita bruta anual de R$78 milhões no ano anterior.

– No Lucro Presumido, o recolhimento dos impostos se baseia na ESTIMATIVA de lucro da empresa. O cálculo do lucro presumido varia entre 1,6 e 32% da receita, dependendo da atividade desenvolvida pela empresa.

O empreendedor responsável pela escolha do regime precisa pensar estrategicamente no modelo que mais vai se adequar ao seu negócio, uma vez que esse passo define quanto e quais tributos serão pagos para o governo, ou seja, a decisão pode evitar que a empresa pague mais ou menos impostos do que deveria.

A escolha do regime tributário é apenas o início de uma longa jornada que a sua empresa terá de enfrentar na esfera fiscal. O Brasil é um dos países em que mais se gasta tempo com esse tipo de burocracia.

Estudos do IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação), revelam que as empresas gastam em média 1.958 horas por ano para cumprir as regras do fisco. Com 63 tributos, 97 obrigações acessórias e mais de 3.790 normas, o gasto que se tem somente calculando impostos gira em torno de 60 bilhões de reais, já que todo esse processo exige investimento em pessoas e capacitação.

Estima-se ainda que, a cada hora, mais de uma nova norma precisa ser seguida ou levada em conta no cálculo dos impostos, por isso, é fundamental ficar atento também as constantes mudanças que são editadas no país.

Todo esse esforço para realizar a apuração das informações referente a prestação de impostos tem um custo adicional, que se reflete no preço final do produto/serviço repassado ao consumidor, podendo assim, contribuir para a perda de competitividade no mercado de atuação.

Nesse quesito, a tecnologia pode ser a chave para melhorar as condições de trabalho relacionadas ao fisco, poupando o tempo dos colaboradores que precisam analisar e corrigir uma série de relatórios para o envio das obrigações.

Empresas inteligentes colocam sistemas eficientes para trabalhar em seu favor, extraindo, tratando, combinando dados e eliminando riscos, para assim reduzir custos e melhorar resultados.

O uso de softwares para realização de entregas fiscais facilita o controle e o acesso às informações, gerando relatórios que viabilizam novos insights e que podem ser utilizados como parte do planejamento estratégico da empresa, além disso, garante maior velocidade na geração dos arquivos.

Com ganhos na velocidade e na capacidade analítica, é possível direcionar esforços nas atividades que realmente interessam ao negócio, como por exemplo, oferecer novas experiências para fidelizar ainda mais o cliente ou aprimorar processos já existentes.

 

Transforme a gestão tributária da sua empresa.

Aproveitar os benefícios que a tecnologia pode fazer pelo seu negócio é oferecer ferramentas colaborativas para maximizar o rendimento das ações do dia a dia. A FH está revolucionando a entrega de tributos e ajudando grandes empresas a aprimorarem seus processos fiscais sem sobrecarregar seus departamentos.

 

Quer saber mais?

Nossos especialistas estão a disposição para orientar seu negócio e apresentar soluções inteligentes.

 



Comentários!