Serviços bancários digitais: uma revolução no setor financeiro | FH Brasil

Serviços bancários digitais: uma revolução no setor financeiro


Postado em 30/07/2020 por abarcelos
image-1

A FH é destaque no Baguete, no Estadão e no Jornal Contábil com o artigo do Delivery Manager, Rodrigo Glauser, no qual ele detalha quais mudanças podem acontecer num futuro próximo nos setores bancários e financeiros com a chegada de cada vez mais serviços digitais nessas áreas.

Em seu artigo, Glauser afirma que a regulamentação do Open Bank pode representar uma revolução no setor financeiro, pois possibilitará a pulverização do mercado de crédito, ao permitir a entrada de novas fintechs no mercado. Essas empresas geralmente possuem uma abordagem 100% digital e fornecem APIs para que os ecossistemas se conectem a esses serviços.

Segundo o DM da FH os bancos tradicionais também têm aumentado os investimentos em inteligência artificial e vêm oferecendo um leque cada vez maior de serviços digitais e integração em tempo real, ao invés do tradicional, já defasado, processamento em batch, via arquivo CNAB no padrão Febraban.

O mercado de softwares empresariais não ficou de fora dessa mesma evolução segundo Glauser, uma vez que a SAP inovou em tecnologia e processos para trazer um ERP inteligente ao mercado, que já é amplamente utilizado e traz ganhos visíveis de produtividade, perante o antecessor SAP ECC, e permite que equipes de TI customizem seus sistemas, para que possam integrá-los a novos serviços financeiros, porém, com todas as complicações que um sistema próprio possui.

Por conta desses problemas, o Delivery Manager afirma que sempre que surgem novas demandas das áreas de negócios, soluções cloud que fazem a especialização, por meio de plugins ou addons com o ERP, devem ser as primeiras a serem avaliadas.

Dentre as vantagens desses serviços digitais estão possuírem um retorno mais rápido, permitirem o teste de novos modelos de negócios, atualizações automáticas de formatos e regulamentações, além de funcionarem com pagamento baseado no consumo.

Glauser finaliza seu artigo dizendo que com sorte, teremos um mercado mais aberto, a fim de propiciar um ecossistema financeiro diversificado e inteiramente conectado, para que as transações aconteçam da forma mais rápida e segura possível.

A FH acaba de lançar o Smart Digital Services – Banks, uma suíte de aplicativos e APIs focadas em serviços bancários e financeiros que gerenciam na nuvem a comunicação segura entre o seu ERP SAP (ECC ou S/4HANA) e os serviços de instituições financeiras, conheça!


Comentários!