FH Brasil | Shopping Centers apostam em Marketplaces para atender os consumidores

Shopping Centers apostam em Marketplaces para atender os consumidores


Postado em 08/07/2020 por abarcelos
image-1

*Por Sandro Stanczyk, Director of Business Unit Customer Experience da FH

Transformação digital e adaptação das lojas físicas aos canais virtuais – há alguns anos, o modelo de negócio online batia à porta do varejo. E o que era uma opção para ampliar as vendas se tornou uma necessidade, diante da pandemia que temos enfrentado, afinal, muitas lojas, tanto de rua quanto de shopping, trabalham com o atendimento em horário restrito, fator que impacta diretamente nas vendas.

Inovação digital é a palavra de ordem para todos os segmentos. Nesse caso, não apenas para aumentar as possibilidades de comercialização, mas também para a segurança de todos, dos varejistas e dos consumidores. Não há dúvida que esse é o caminho mais seguro no atual momento. Por isso, shoppings e lojas, em geral, têm apostado nos marketplaces, isto é, uma espécie de shopping center virtual, que reúne as lojas físicas dos shoppings em uma única plataforma digital, ou seja, em um grande marketplace.

Essa foi a maneira que os shoppings e lojistas encontraram para continuar operando e vendendo, independente das restrições estabelecidas. É a possibilidade real das lojas permanecerem “abertas” 24 horas, sete dias na semana, porém, em um mundo virtual, que rompe com as barreiras físicas.

Hoje, ser ou vender em um marketplace é o desejo de muitas marcas e e-commerce. Para isso, existem soluções inovadoras, como o SAP Customer Experience, uma alternativa para as empresas alçarem novos voos em um momento tão complicado. A plataforma reúne ferramentas de vendas e relacionamento ao cliente, com módulos Sales, Services, Marketing, Customer Data e Commerce. Tudo isso de forma integrada, com acesso simples e interativo.

Ao viabilizar as vendas via marketplace, os lojistas possibilitam que os consumidores tenham experiências digitais e físicas, dispondo de mais de um canal de vendas e relacionamento, que funciona 24X7, além de uma plataforma confiável de informações e visão 360° dos clientes. Essa integração multicanal permite, ainda, a jornada unificada de compras dos clientes.

Outras vantagens aos lojistas é obter uma rica fonte de informações, incluindo as preferências e hábitos desses clientes, por meio da centralização de dados. Além disso, a plataforma faz a recomendação inteligente, que ajuda os vendedores na sugestão de produtos na retirada, eventuais trocas e promoções.

Já os clientes, ao utilizarem o marketplace para suas compras, podem participar de programas de bonificação, pontuação, games, eventos físicos e digitais exclusivos, passam a receber conteúdos personalizados, melhores promoções, tudo isso com consentimento e facilidade na gestão dos dados.

Todos saem ganhando, inclusive os gestores de shopping centers que, por meio de uma plataforma única, podem centralizar os dados cadastrais, registros e histórico de relacionamento de clientes, entendendo os seus interesses, perfis e hábitos. Assim, com base em dados analíticos, passam a criar promoções e gerar informações relevantes e individualizadas.

É uma evolução importante ao segmento, uma verdadeira transformação para o modelo de negócio, que têm se reinventado, por meio de um serviço de inteligência de mercado, com a gestão de vendas automatizada, campanhas personalizadas e de baixo custo em mídias digitais, além da possibilidade de expansão de vendas, mesmo com o isolamento social.

Fonte: TI Bahia, Varejo Brasil, E-commerce Brasil


Comentários!