EQUIPE REDS


Uma mente sã também depende de um corpo são. Com essa filosofia, a FH incentiva a equipe Reds a praticar esportes, contando com colaboradores que promovem ações esportivas, desde iniciantes até profissionais.

 

Conheço o depoimento de alguns de nossos Reds e inspire-se!

 

Ricardo Fachin – Corporate Director

“Adotei o triatlo há dois anos, meio por brincadeira. Tudo começou com uma aposta feita com alguns clientes. Era preciso se preparar por quatro meses para completar uma prova de triatlo realizada anualmente em Caiobá, no litoral paranaense. A partir daí, instaurou-se uma rotina de treinos diários. A aposta foi vencida e todos superaram o desafio, mas, após completar a prova, os treinos não pararam, pelo contrário, até aumentaram. Eu não tinha nenhum indicador para medir a qualidade da minha vida pessoal. Por meio do esporte, foi possível acompanhar a saúde, a evolução da parte física e emocional, além de estabelecer índices de velocidade de performance em cada uma das etapas da prova. Assim, eu consegui ligar o lazer à atividade física. A afinidade foi tanta que até meus filhos, de 10 e 7 anos, começaram a participar das provas kids. Meu objetivo agora é completar o Meio Ironman, em Brasília.”

Regina Karolkievicz, Financial Coordinator

“Há mais de 8 anos, pratico esportes para manutenção da saúde mental e física. Em 2012, nasceu em mim uma grande paixão: a corrida. Quando decidi, na noite, sair para correr na rua com a equipe da academia na qual eu treinava musculação. Depois desse dia, não parei mais. Me apaixonei pela corrida de rua, estar com os pés na famosa canaleta de Curitiba se tornou uma rotina, e passou a fazer parte de algo muito prazeroso que se faz com disciplina, persistência, sacrifício, mas também com muito amor.

Sempre em busca de melhores tempos, participei de muitas provas de 5 km, 10 km, 18 km, revezamentos de mais de 100 km, até chegar a uma Meia-Maratona de 21 km, mas ainda com o grande sonho de fazer uma Maratona de 42 km. A corrida me proporcionou, além da manutenção da saúde, o reforço da disciplina para manter treinos de finais de semanas, disciplina para provas que necessitam acordar muito cedo aos domingos, readequação da alimentação, bem como abdicar de muitos hábitos não tão saudáveis para me dedicar ao esporte.”

Rodrigo Kruger, Principal Technology

“Comecei a praticar Tênis em meados de Setembro de 2013, por influência das pessoas próximas na FH. Em toda minha vida, nunca tive hábito de praticar esporte ou atividade física de qualquer natureza. Procurei o esporte como meio de ter uma vida mais saudável e um estilo de vida mais sustentável. Ao final de 2013, participei de um torneio da academia onde pratico Tênis, e obtive o Terceiro lugar da categoria (foto ao lado). Então, o esporte, além de um benefício para a saúde, também é um meio de rever conceitos de vida, como disciplina e vontade de vencer.”

Rodrigo Ribeiro, Head of Sales

“Há oito anos, comecei a praticar esportes (corrida e musculação) como forma de apoio para abandonar o cigarro. Consegui vencer, e, desde então, a mudança de hábito se consolidou em um estilo de vida mais ativo e mais saudável. Vencer os desafios de modalidades como triátlon, corrida, mountain bike e corridas de aventura resulta em uma satisfação pessoal muito forte. Creio que a superação dos desafios e o bem estar após cada prova fortalece o hábito e os treinos… e, assim, o ciclo se renova!”

Fernando Patrocínio, Account Executive

“Abandonei o sedentarismo no final de 2006, por orientação médica. O meu histórico familiar indicava altíssimos riscos de desenvolver as silenciosas e perigosas doenças: diabetes, pressão alta e obesidade. A caminhada foi literalmente o primeiro passo, e a corrida foi a evolução natural da atividade, assim como o aumento das distâncias percorridas. Hoje, com os triglicerídeos, colesterol, etc., totalmente controlados e 13 quilos mais magro, continuo viciado em corrida. A minha prova predileta é a maratona, pois os 42 quilômetros do desafio são vencidos com muito treino, auto controle e uma dose bem alta de força de vontade.”

Ana Claudia Kubaski, Project Manager

“Comecei a correr há mais de 10 anos para diversificar as atividades aeróbicas e, em pouco tempo, as corridas viraram preferência. Eu me apaixonei pelo desafio de treinar e aumentar distâncias. Correr os 10, 15, 18 e 21 km da meia-maratona, e o meu maior desafio, a maratona de 42 Km, foram uma lição de disciplina e de muitos aprendizados. Mantenho a rotina de treinos de corrida e, recentemente, também de mountain bike. Atividade física faz bem para a saúde física e mental, portanto, descubra o que você gosta de fazer e pratique.”

Fábio Negrini, Product Manager - GUEPARDO

“Devido ao estresse do dia a dia, correria no trabalho e os filhos recém-chegados, deixei de lado os cuidados com a saúde. Não demorou o meu corpo a começar a apresentar as consequências deste novo ritmo: tonturas e dificuldades para dormir começaram a fazer parte do meu cotidiano, além de uma esofagite nervosa. Eu decidi que algo tinha de mudar, pois aquela situação estava insustentável. Em novembro de 2012, decidi ir ao trabalho de bicicleta, em um trajeto de aproximadamente 9 km. Desde então, comecei a usar a bike uma vez por semana, depois duas, até que, hoje, a bicicleta se tornou meu principal meio de condução. Isso aconteceu também graças à infraestrutura que a FH oferece para aqueles que queiram se aventurar neste modal. Aliado a esta mudança, comecei a nadar e a correr, e em dezembro de 2013, fiz meu primeiro triátlon. Descobri, além de uma atividade física, um novo hobby. Para 2014, já estou inscrito em outras quatro competições de triatlo, fora corridas e travessias que também pretendo fazer.”

Eduardo Arantes – Head of Business Unit - Outsourcing

“Em 2011, comecei a treinar corridas, após um longo período da minha vida sem praticar esportes regularmente. Apenas com atividade física e reeducação alimentar, consegui emagrecer mais de 10 quilos e melhorei a qualidade do sono. Participei de diversas provas de corrida, entre as quais algumas meias-maratonas (21km) e uma prova de revezamento de 71 km junto com os REDs. A motivação que o esporte proporciona não se limitou a resultados no âmbito pessoal, mas também trouxe mais energia e disposição para enfrentar os desafios profissionais. Hoje, além de correr com frequência, também pedalo e nado eventualmente. Meu objetivo é participar de provas de triátlon nos próximos anos.”